7 a 11 Novembro | 2022
São Paulo Expo | SP

Conectividade 5G vai promover uma revolução nas rodovias e cidades do país

Executivos e especialistas que participaram do segundo dia da Rota Digital Fenatran 2.2 – Summit Inovação e Novas Tecnologias projetam grandes impactos nas atividades empresariais, com novos negócios e operações mais seguras e eficientes

Uma palavra pode resumir os impactos previstos com a disseminação da conectividade 5G no país: revolução. Tanto as atividades empresariais, com as projeções de novos negócios e operações mais seguras e econômicas, como o cotidiano das pessoas nas cidades vão passar por grandes transformações, apontam os executivos e especialistas que participaram, nesta quarta (6), do segundo dia da Rota Digital Fenatran 2.2 – Summit Inovação e Novas Tecnologias para o Transporte Rodoviário de Cargas).

Cléber Chinelato, superintendente de Arrecadação da CCR, ressaltou que rodovias inteligentes já são uma realidade no país com o sistema de fibras óticas que permite, por exemplo, o controle da quantidade de veículos e tempo gasto em trechos. “Ao permitir que haja um milhão de conexões por quilômetro quadrado, a inovação que o 5G vai trazer, no entanto, é a possibilidade de coletar e monitorar as informações dos próprios veículos”, frisou.

O executivo citou como exemplo o caso em que será possível a central de controle da rodovia ser informada sobre o airbag ter sido acionado em um veículo acidentado. “Imagine o avanço que isto significa para a segurança, pois vai direcionar toda a estratégia de atendimento da equipe de emergência da rodovia monitorada. Podemos citar, ainda, que o motorista poderá ser avisado se tiver problemas no freio do automóvel, em tempo real, enquanto estiver trafegando, outro fator essencial de segurança”, salientou.

Eliana Costa, diretora adjunta do ITL (Instituto de Transporte e Logística) da CNT, apontou que, além da comunicação rápida em casos de acidentes, o 5G vai trazer outros avanços para a segurança nas rodovias como a identificação, em tempo real, de pontos críticos de acidentes. “É importante destacar, também, o impacto nos negócios. Um exemplo é o aperfeiçoamento da pesagem eletrônica de veículos de cargas rodoviárias, promovendo a diminuição de gastos um processo mais acelerado”, disse.

A especialista citou, ainda, a implantação do sistema de cobrança de pedágios free-flow. “Permitirá uma cobrança justa e igualitária para todos os usuários, aumentando a eficiência do sistema de transporte e, consequentemente, a competitividade dos produtos brasileiros. Vai abrir um leque de novas oportunidades de negócios e as empresas vão ter que investir em tecnologia, inovação e qualificação dos profissionais. É uma outra realidade que exige novas habilidades”, pontuou.

Veículos autônomos

Além do impacto nas rodovias, a disseminação da conectividade 5G vai promover uma revolução nas cidades, aponta Mario Lafitte,  vice-presidente de Assuntos Corporativos Assuntos Corporativos e CRO da Samsung para a América Latina. “Estamos bem próximos de termos ecossistemas conectados 24 horas por dia, sete dias por semana. Isso amplia a possibilidade da consolidação de cidades inteligentes, bem antes do que pensávamos”, disse o executivo.

Será possível, principalmente, aperfeiçoar processos como o controle de tráfego e acelerar

a popularização dos veículos autonômos. “Isso pode promover um salto no ambiente das grandes cidades, possibilitando uma mobilidade mais inteligente. Eu sou otimista por natureza”. Alexandre Dal Forno, head de Marketing Corporativo & IoT da TIM Brasil, destacou que o compromisso da empresa com a Anatel é que a conectividade 5G chegue a todas as 26 capitais do país, até junho. “A tecnologia traz muitas possibilidades e o próximo desafio é estender para as regiões mais remotas do país”, frisou.

Clique aqui e assista on demand todos os painéis da Rota Digital Fenatran

*Conteúdo criado com exclusividade para o blog ROTA DIGITAL NEWS da FENATRANpor Valéria Bursztein.